Preço da passagem de ônibus e de trens ficarão mais caras em São Paulo; veja valores

A partir da próxima quarta-feira (1º), os preços das passagens de ônibus, metrô e trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitana (CPTM) em São Paulo vão ficar mais caras.

 De acordo com as informações divulgadas pela prefeitura, as passagens unitárias do transporte público na capital paulista vão aumentar de R$ 4,30 para R$ 4,40.

Ainda segundo a prefeitura,o reajuste  é de 2,33% e “está abaixo da inflação anual prevista pelo boletim Focus, divulgado pelo Banco Central, que é de 3,86%”. Se as tarifas seguissem a recomposição inflacionária, deveriam custar R$ 4,47, segundo o órgão.

Devido ao aumento nas tarifas, o Movimento Passe Livre agendou um protesto na capital paulista para o dia 7 de janeiro. Diariamente, cerca de  8,3 milhões de passageiros são transportados nas linhas disponíveis do Metrô e da CPTM. Já os ônibus transportam cerca de 8,8 milhões de pessoas todos os dias.

Sobre Companhia do Metropolitano de São Paulo 

Constituída no dia 24 de abril de 1968, a Companhia do Metropolitano de São Paulo é controlada pelo Governo do Estado de São Paulo sob gestão da Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM). Ela é responsável pela operação e expansão de rede metroviária e pelo planejamento de transporte metropolitano de passageiros da Região Metropolitana de São Paulo.

De acordo com as informações da companhia, a rede metroviária da cidade de São Paulo é composta por 6 linhas, totalizando 96 km de extensão e 85 estações. Está integrada à CPTM nas estações Luz, Tamanduateí, Brás, Palmeiras-Barra Funda, Tatuapé, Corinthians-Itaquera, Pinheiros e Santo Amaro e aos outros modais de transporte na cidade de São Paulo.

 

Veja mais