LinkedIn adere à tendência e lança ‘stories’ em sua plataforma

LinkedIn adere à tendência e lança 'stories' em sua plataforma
LinkedIn adere à tendência e lança ‘stories’ em sua plataforma

LinkedIn adere à tendência e lança ‘stories’ em sua plataforma.

Com esse novo recurso, o LinkedIn busca oferecer aos usuários uma “maneira fácil” de compartilhar conteúdo com sua rede profissional.

O LinkedIn reformulou completamente sua plataforma para lançar oficialmente seu próprio formato de história. Desse modo, com esta nova ferramenta, a rede social profissional, propriedade da Microsoft, tem como objetivo promover conteúdos mais leves e diretos.

>6 novas ferramentas de mensagens que logo chegarão ao LinkedIn

“Queríamos oferecer a você uma maneira fácil de compartilhar o que está acontecendo em sua vida profissional”, anunciou Kiran Prasad, vice-presidente de produto do LinkedIn. “Vemos isso como uma ótima opção para você usar para expressar seus momentos profissionais com sua rede LinkedIn.”

As histórias fazem parte do grande redesenho de interface que a empresa está introduzindo tanto na versão desktop quanto no aplicativo mobile. Então, com este recurso, usuários e organizações poderão publicar conteúdo que ficará disponível apenas por 24 horas.

>Surpreendente! Conheça a nova função do WhatsApp que você vai adorar

Assim como outras redes sociais, o LinkedIn implementou uma nova seção no topo da página inicial para exibir histórias. As pessoas terão a capacidade de controlar quais membros de sua rede podem ver e compartilhar suas postagens.

Então, no LinkedIn, eles apontam que essa nova ferramenta pode ser usada para “iniciar conversas leves relacionadas à vida profissional”. Por exemplo, para fazer perguntas ao nosso círculo de contatos, compartilhar novidades, fazer anúncios ou mostrar novos produtos.

>Twitter: aviso para não compartilhar algo sem ler é sucesso e virá em breve

Como funcionam as histórias do Linkedin?

Por meio desse recurso, usuários e páginas de negócios podem compartilhar imagens e vídeos de até 20 segundos e editar o conteúdo adicionando elementos como textos ou adesivos. Além disso, eles têm a opção de mencionar outros membros com o símbolo de arroba (@).

Por enquanto, as Histórias do LinkedIn estão disponíveis exclusivamente nos Estados Unidos, Canadá, França, Austrália, Brasil, Holanda e Emirados Árabes Unidos. No entanto, a empresa garantiu que “em breve” eles serão implementados para usuários em todo o mundo.

>Como enviar mensagens no WhatsApp sem ter internet no celular?

Veja mais