Fim do ciclo: Microsoft não prorrogará o prazo do Internet Explorer

Fim do ciclo: Microsoft não prorrogará o prazo do Internet Explorer
Fim do ciclo: Microsoft não prorrogará o prazo do Internet Explorer

Fim do ciclo: Microsoft não prorrogará o prazo do Internet Explorer.

A Microsoft tomou uma decisão importante: anunciou a despedida do Internet Explorer, navegador carro-chefe da empresa e o mais usado no mundo até ser destronado pelo Google Chrome. O sistema será descontinuado após 17 de agosto de 2021.

Há algum tempo, o Internet Explorer (IE) não vem mais pré-instalado nas novas versões do Windows já que a Microsoft trabalha com o “Edge”, uma espécie de evolução do IE, que traz melhorias no desenvolvimento.

>Novo recurso do Windows 10 remove os app’s que você menos usa

Por esse motivo, a empresa de Bill Gates anunciou que dentro de exatamente um ano tanto o Internet Explorer quanto a versão antiga do Edge Legacy (aquela que não é baseada no Chromium) não serão compatíveis com os aplicativos e serviços do ecossistema Microsoft 365.

Antes disso, em novembro deste ano, a última atualização do Internet Explorer, ou seja, 11, que foi lançada em 2013, não será mais compatível com o aplicativo de trabalho da comunidade da Microsoft, Teams.

>Microsoft Word: Truque simples para o programa escrever o que você dita

A partir de agosto de 2021, os usuários que continuarem a usar o Internet Explorer terão uma experiência “degradada” ou não poderão se conectar aos aplicativos e serviços do Microsoft 365, conforme a empresa informou em um comunicado.

Por outro lado, e apesar da firma de Gates ter assegurado que “respeitarão as aplicações desenvolvidas com o IE e versões antigas do Edge”, recomendam às empresas e aos utilizadores que migrem para a nova versão do Edge.

>Windows 10: conheça truque muito útil para aulas virtuais ou videogames

Um pedaço da história se foi

O IE foi lançado em 16 de agosto de 1995, no ambiente Windows 95. Na época, era um plug-in que poderia ser instalado adicionalmente no sistema operacional.

Das muitas versões que foram feitas, a mais popular e lembrada é a 6.0, que foi integrada ao Windows XP (2001), mas apresentava sérios problemas de segurança.

>Truques úteis do teclado do Windows que você não conhece ainda

Atualmente o Google Chrome é o navegador mais usado no mundo: 68,81% dos usuários usam, o segundo é o Firefox com 7,83% e o Edge é o terceiro com 7,04%.

Veja mais