Cuidado no Facebook: hackers estão assumindo o controle das contas

Cuidado no Facebook: hackers estão assumindo o controle das contas
Cuidado no Facebook: hackers estão assumindo o controle das contas

Cuidado no Facebook: hackers estão assumindo o controle das contas.

Uma poderosa ferramenta chamada SilentFade foi, e continua a ser usada por hackers para assumir o controle de contas do Facebook, conforme confirmado por pesquisadores da própria empresa.

Esses ataques de hackers já acontecem há pelo menos dois anos, desde que foi em 2018 quando a empresa tomou conhecimento de comportamentos estranhos em algumas contas, sem que os próprios usuários percebessem.

Especificamente, alguns funcionários perceberam que alguém estava alterando as configurações relacionadas às notificações, desativando todas elas. O usuário afetado não perceberia que alguém está usando sua conta ao não receber notificações de mensagens ou menções, por exemplo.

>Como remover publicidade que não te interessa no Facebook e Instagram

Hackers no Facebook

O Facebook revelou esta semana os detalhes da investigação interna que seus investigadores realizaram para encontrar a causa e o alvo desses ataques. Tudo indica que os hackers usaram o SilentFade para assumir o controle das contas do Facebook e publicar anúncios disfarçados de mensagens reais, falando sobre pílulas dietéticas, óculos de sol ou acessórios de moda;

Dessa forma, outros usuários tinham maior probabilidade de clicar nos anúncios, já que eram postados por pessoas que conheciam e confiavam. Hackear o Facebook é um dos objetivos mais almejados pelos hackers pela abrangência que possui.

>Facebook remove a regra de 20% para texto em imagens de anúncios

SilentFade foi instalado no computador das vítimas que foram enganadas pelos atacantes de várias maneiras. O programa é então capaz de obter senhas ou cookies de sessão, com os quais o invasor pode fazer login.

Os próprios usuários poderiam continuar com sua conta, sem perceber que ela estava sendo usada para publicar essas mensagens; Mas o Facebook observou esse comportamento estranho e, nos últimos dois anos, tem se concentrado não apenas em cobrir a falha que possibilita o funcionamento do SilentFade, mas também em encontrar os responsáveis

Para este último, o Facebook entrou com uma ação em dezembro passado contra uma empresa de Hong Kong e dois cidadãos chineses por sua participação na criação deste programa malicioso. Agora se sabe que foi por causa desses ataques.

>Instagram e Facebook estão ainda mais próximos da união plena

O perigo não vai embora

No entanto, isso não significa que a história acabou. O próprio Facebook avisa que o perigo não acabou e que espera que ataques semelhantes se tornem muito populares entre os hackers em todas as plataformas sociais.

Na verdade, o Facebook afirma ter descoberto ferramentas semelhantes ao SilentFade para outros serviços como Twitter, Amazon e Instagram durante sua investigação. É por isso que ele aproveitou a publicação de sua pesquisa para pedir mais colaboração entre as grandes redes sociais e desenvolvedores de antivírus.

O Facebook propõe que mais informações sejam compartilhadas, já que as empresas geralmente são capazes de ver esse comportamento incomum em suas plataformas, e os fornecedores de antivírus podem ver picos de sistemas infectados ao mesmo tempo. Compartilhar essas descobertas pode resolver os problemas mais rapidamente, de acordo com o Facebook.

>Facebook quer que usuários do iOS possam escolher Messenger como app padrão

Veja mais