Comissão avalia continuidade do Minha Casa, Minha Vida na próxima terça-feira

O programa habitacional Minha Casa, Minha Vida vai deixar de existir? Esta é uma pergunta que muitos se fazem e tema da audiência onde a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle irá debater na próxima terça-feira (26). A sessão foi solicitada pelos deputados Elias Vaz (PSB-GO),  Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) e Silvia Cristina (PDT-RO). O ministro do desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, foi convidado para participar.

Foto: reprodução Planalto

No requerimento para realização da audiência, os deputados solicitantes da audiência lembram que o Minha Casa, Minha Vida foi criado em 2009 para aquecer a economia e tem sido um importante instrumento no atendimento à demanda social por moradia digna da população brasileira, bem como estimular as atividades no setor da construção, gerando emprego e renda.

Ainda no texto, os deputados se dizem preocupados com a falta de recursos para a moradia popular, do programa que completa 10 anos, conforme anunciou recentemente o ministro Canuto.

Ainda segundo os deputados, o Minha Casa, Minha Vida contratou a construção de 5.567.032 habitações, com recursos da ordem de R$ 463,7 bilhões.

Hora e local
O debate será às 14 horas, no plenário 9, e poderá ser acompanhado de forma interativa.

Sobre o programa

O Programa Habitacional Minha Casa, Minha Vida (PMCMV) é um programa de habitação federal do Brasil lançado em março de 2009 pelo Governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva – Lula. O MCMV subsidia a aquisição da casa ou apartamento próprio para famílias com renda até 1,8 mil reais e facilita as condições de acesso ao imóvel para famílias com renda até de 9 mil.

Veja mais