Cerimônias fúnebres de Maradona serão no palácio presidencial da Argentina

Cerimônias fúnebres de Maradona serão no palácio presidencial da Argentina
Cerimônias fúnebres de Maradona serão no palácio presidencial da Argentina

Cerimônias fúnebres de Maradona serão no palácio presidencial da Argentina.

As cerimônias fúnebres do ídolo do futebol, Diego Maradona, que morreu nessa quarta-feira (25) aos 60 anos, começam hoje no palácio presidencial da Argentina.

Em declarações à imprensa internacional, o porta-voz da Presidência, Mario Huck, disse que as cerimônias serão realizadas na Casa Rosada até sábado (28).

O corpo de Maradona chegou de madrugada à sede do governo, em Buenos Aires. Centenas de pessoas aguardavam em fila para se despedir do campeão mundial de 1986, no velório que ocorrerá entre as 9h e as 19h.

A ex-mulher do ídolo Claudia Villafañe e as duas filhas, Dalma e Gianinna, já se deslocaram para a Casa Rosada. Também estão lá o presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Claudio Tapia, vários jogadores e ex-atletas, incluindo os companheiros de equipe de Maradona no Campeonato Mundial de 1986, que a Argentina ganhou no México.

>>Aos 73 anos, morre Cantora Vanusa em São Paulo

Morte de causas naturais

O procurador-geral de San Isidro, província de Buenos Aires, John Broyad, disse que a morte de Maradona “só teve causas naturais” e que em seu corpo “não foram encontrados sinais de crime ou violência”, mas que será feita uma autópsia.

“Infelizmente, com uma dor tremenda, podemos confirmar a morte aproximadamente às 12h”, afirmou Broyad em entrevista.

“A autópsia será feita com o objetivo de especificar o motivo da morte. A morte só tem características naturais. Não há indícios de violência”, acrescentou.

O procurador-geral disse ainda que os elementos “mais qualificados” da polícia científica da região estiveram na casa em que Maradona morreu.

>>O que acontecerá com o perfil no Facebook ou Instagram depois que morrermos?

Veja mais