Casos de falsificação da vacina contra gripe são identificados pela Anvisa

Casos de falsificação da vacina contra gripe são identificados pela Anvisa
Casos de falsificação da vacina contra gripe são identificados pela Anvisa – Reprodução

Casos de falsificação da vacina contra gripe são identificados pela Anvisa. A Agência Nacional de Vigilância Santirária (Anvisa) alerta que foram identificados três casos de falsificação da vacina Fluarix Tetra, da empresa GlaxoSmithKline Brasil (GSK), utilizada para prevenir a influenza ou gripe.

De acordo com a Anvisa, em nota publicada em seu portal na internet, a vacina falsificada é vendida na apresentação frasco-ampola multidose; ou seja, um frasco que permite que várias doses sejam retiradas e aplicadas em diversas pessoas.

 – Veja as dicas da OMS para se proteger do novo coronavírus

Como identificar a vacina falsificada

Segundo a Agência, a vacina original, Fluarix Tetra da GSK, é produzida e comercializada em embalagem que contém:

uma seringa preenchida com dose única, agulha, estojo plástico (para acondicionamento da seringa e da agulha), bula e cartucho.

A empresa GSK também fabrica a Fluarix com dez doses, porém a embalagem contém dez seringas preenchidas.

No Diário Oficial da União, do dia 4 de maio deste ano, foi publicada a Resolução Específica (RE) 1.319/2020, que determinou a apreensão e a inutilização dos produtos falsificados, bem como a proibição da sua comercialização, da sua distribuição e do seu uso.

“Se você encontrar a vacina Fluarix Tetra da GSK em frasco-ampola multidose, esteja certo de que se trata de falsificação e, portanto, a vacina não deve ser utilizada. Nesse caso, entre em contato com a Anvisa, via Notivisa, ou com o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) da GSK, por meio do telefone 0800 701 22 33 ou do e-mail [email protected].”

*Com informações da Anvisa

 – Covid-19: Maioria da população ainda não tem anticorpos contra doença

Agência Brasil

Veja mais