Campanha vai prevenir golpes financeiros contra idosos, inclusive aposentados do INSS

Campanha vai prevenir golpes financeiros contra idosos, inclusive aposentados do INSS
Campanha vai prevenir golpes financeiros contra idosos, inclusive aposentados do INSS

Campanha vai prevenir golpes financeiros contra idosos, inclusive aposentados do INSS

O Governo Federal lançou, nesta quarta-feira (2), uma campanha de prevenção e combate à violência financeira e patrimonial contra a pessoa idosa, inclusive os aposentados e pensionistas do INSS. A iniciativa vai informar e conscientizar essa parcela da população sobre as tentativas de golpes financeiros.

>Aposentados e pensionistas do INSS terão aumento de 2,1% nos benefícios em 2021

O alerta para os idosos e segurados do INSS vem no momento em que cresce a prática desses golpes contra eles. De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), houve um aumento em torno de 60% e 70% os golpes financeiros contra pessoas idosas durante o período de crise do novo coronavírus. A prática é facilitada pelo uso mais intenso dos meios digitais em razão do isolamento social provocado pela Covid-19.

>Qual a cor da nova nota de R$ 200 que começa circular hoje em todo o país?

“Os criminosos começaram a se aproveitar desse momento em que os idosos tinham mais necessidade de acessar os canais digitais. Então, eles passaram a intensificar os golpes financeiros fazendo manipulações e persuasão junto aos idosos para que fornecessem seus dados bancários, seus dados confidenciais”, disse o presidente da federação, Isaac Sidney, em cerimônia no Palácio do Planalto.

A campanha é uma parceria entre o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, o Banco Central, e a Febraban. Um vídeo da campanha nacional de prevenção e conscientização será veiculado nos meios de comunicação e redes sociais reforçando orientações. Entre elas:

  • O banco não liga para o cliente pedindo senha e número do cartão.
  • A instituição financeira não manda funcionário a casa do cliente para pegar o cartão.
  • O banco não liga pedindo para que seja feita uma transferência ou qualquer tipo de pagamento.
  • Ao receber uma ligação dizendo que o cartão foi clonado, o cliente deve desligar, pegar o número de telefone oficial da instituição que está no cartão e ligar de outro telefone para tirar a limpo a história. Se receber uma mensagem no telefone com um link, não acesse.

Um golpe que chegou a ter aumento de 65% durante o período de isolamento social foi o do falso motoboy, segundo a Febraban. Nesse caso, um criminoso liga para a casa do cliente se passando por um funcionário da instituição financeira, informa que o cartão bancário foi clonado e diz que vai enviar um motoboy para buscá-lo.

Veja mais