Cadastro Único dá direito a Bolsa Família, Telefone Popular e mais 19 benefícios; veja como se inscrever

Cada vez mais milhões de pessoas têm sido beneficiadas por diversos programas sociais do governo através da inscrição no Cadastro Único. Segundo o Ministério da Cidadania, esta é uma forma de integrar os esforços de todas as esferas governamentais no enfrentamento da pobreza e na contribuição para aperfeiçoar a gestão dos programas.

Ainda segundo o ministério, atualmente, 21 programas são disponibilizados para os inscritos. Informações sobre o que é o Cadastro Único e como se inscrever podem ser conferidas no final da matéria.

Confira abaixo os principais programas que oferecem benefícios aos inscritos no Cadastro Único:

  • 1- Telefone Popular
  • 2- Isenção de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos
  • 3- Programas Cisternas
  • 4- ID Jovem
  • 5- Água Para Todos
  • 6- Bolsa Verde
  • 7- Bolsa Família
  • 8- Tarifa Social de Energia Elétrica
  • 9- Minha Casa, Minha Vida
  • 10- Carteira do Idoso
  • 11- Auxílio Emergencial Financeiro
  • 12- Programa Fomento
  • 13- Programa Nacional de Reforma Agrária
  • 14- Programa Nacional de Crédito Fundiário
  • 15- Crédito de Instalação
  • 16- Carta Social
  • 17- Serviços Socioassistenciais
  • 18- Programa Brasil Alfabetizado
  • 19- Programa Erradicação do Trabalho Infantil (Peti)
  • 20- Enem  (Exame Nacional do Ensino Médio)
  • 21 – Benefício de Prestação Continuada

Sobre o Cadastro Único

O Cadastro Único é de responsabilidade entre o governo federal, os estados, os  municípios e o Distrito Federal, onde o Ministério da Cidadania é o administrador responsável, e o banco da Caixa Econômica Federal é o gente operador que mantém o sistema.

Através do Cadastro Único as famílias são identificadas e caracterizadas como de baixa renda. Isso só se torna possível após elas fornecerem as informações como: características da residência, identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outras para serem registradas no cadastro com isso permite que o governo conheça melhor a realidade socioeconômica dessa população.

Como se inscrever?

Os interessados em se inscrever deve se dirigir ao setor responsável pelo Cadastro Único na Prefeitura de sua cidade ou mesmo a um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo de sua casa, munidos pelos documentos de identificação como RG, CPF e título de eleitor para realizar o cadastramento da família.

Vale ressaltar que o cadastramento não significa a inclusão automática nos programas sociais citados acima. Os programas usam as informações do Cadastro Único, mas são gerenciados por outros órgãos. A seleção e o atendimento da família, segundo o governo, acontecem de acordo com critérios e procedimentos definidos pelos gestores e pela legislação específica de cada um deles.

Veja mais