Após 580 dias preso, ex-presidente Lula deixa cadeia em Curitiba

Após passar 580 dias preso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi solto na tarde desta sexta-feira(08), após ordem juiz federal titular da 12ª Vara de Execuções Penais, Danilo Pereira Júnior. Ele deixou a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, exatamente às 17 h 42 min.

Foto: CASSIANO ROSÁRIO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Lula estava preso desde 7 de abril do ano passado condenado pelos crimes de de lavagem de dinheiro e corrupção no caso do triplex do Guarujá. O petista teve a liberdade garantida um dia depois do Supremo Tribunal Federal (STF) ter decidido sobre a prisão após segunda instância. A decisão por parte da Corte ocorrida na última quinta-feira (07), diz que o cumprimento da pena deverá ocorrer somente após todos os recursos serem julgados, o chamado trânsito em julgado.

Horas antes da soltura do ex-presidente, milhares de seus apoiadores, assim como lideranças do PT, já se aglomeravam em frente à sede da PF de Curitiba. Logo no portão de entrada, namorada e diversos familiares o aguardavam.

 Minutos depois de sair da prisão, ele dirigiu-se ao um palco e as pessoas a sua frente cantaram o hino nacional.

Defesa voltará a pedir nulidade do processo

A defesa, representada pelo advogado Cristiano Zanin informou que irá reiterar o pedido para que o Supremo julgue os habeas corpus que pedem a nulidade de toso o processo do caso do triplex do Guarujá e  a suspeição do ex-juiz Sergio Moro, que o condenou e hoje é ministro da Justiça.

Em julho de 2017, Lula foi condenado por Moro a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro relacionado ao processo do triplex do Guarujá.

Ainda no ano passado, a pena dele subiu após Tribunal Regional Federal da 4ª Região analisar a apelação da defesa e aumentou para 12 anos e um mês de prisão, com início fechado. Também em 2018, após pouco mais de 11 horas de sessão,o Supremo Tribunal negou por 6 a 5 o Habeas Corpus, que foi entregue em 7 de abril.

Veja mais